quinta-feira, 2 de abril de 2009

O papel do profissional de adestramento na sociedade atual


Adestrador de cães homem ou mulher que através de técnicas de condicionamento ensina cães.Será que é somente isso ?
Cada vez mais cresce o mercado Pet no Brasil e junto com esse seguimento a atividade de treinamento de cães se torna mais divulgada e solicitada. Até algum tempo atrás o treinamento de cães se resumia em ensinar uma obediência formal para o cão ( junto, senta, deita etc) e normalmente para cães de grande porte os ditos cães de guarda, apesar do treinamento de obediência básica continuar sendo útil e solicitado pois através dessa obediência podemos evitar alguns problemas, porém isso vem mudando e em muito casos esse trabalho de obediência fica em segundo plano,pois, em boa parte das vezes o profissional se depara com "problemas" comportamentais em específico que não será a obediência básica a solução do problema ou seja a obediência fara parte de um protocolo de mudança comportamental.E ai que entra o profissional moderno e atualizado que além de gostar de cães deve gostar de pessoas possuir um forte interesse em querer ajuda-las tanto quanto aos cães, estar preparado para lhe dar com elas para conseguir o seu objetivo o que muitas vezes não é fácil.
Ser paciente e possuir um bom conhecimento técnico a fim mostrar ao proprietário que o grande vilão da história nem sempre e o cão e fundamental.Um bom vocabulário, facilidade em se expressar e transmitir os seus conhecimentos também fazem parte da vida desse profissional nos dias de hoje , além de uma boa base de psicologia comportamental e métodos de ensino.Pois muitas vezes esse seu conhecimento técnico deve ser empregado com os proprietário a fim de mudar o seu comportamento em relação ao cão com o objetivo de chegar ao produto final ou seja uma convivência harmonioso entre um cão e uma família.O profissional passa a ter uma condição de formador de opiniões em diversos assuntos. Atualmente não é difícil encontrar profissionais com formação superior que deixaram seus empregos para trabalhar com cães cada um deles com os seus motivos, muitos deles se especializando no exterior o que é muito bom para a nossa cinofilia, apesar de que atualmente temos excelentes cursos no Brasil.O papel do adestrador na sociedade e fundamental pois ajuda a estabelecer a harmonia entre cães e a sociedade , ainda existem papéis de destaque que o adestrador seja profissional ou amador exerce juntamente com outros profissionais como médicos , fisioterapeutas e psicólogos esses exercem a Pet terapia ou Cinoterapia onde o adestrador seleciona e treina cães a fim de atender pessoas com necessidades físicas ou emocionais especiais, dedicando voluntariamente parte do seu dia para isso.Os resultados desse trabalho é de um valor imensurável para a sociedade e para a família da pessoa assistida que muitas vezes passa meses ou anos sem resultados na evolução do quadro clínico da pessoa e em algumas aulas com os cães com a ajuda de um adestrador consegue um sorriso, uma disposição para interagir por parte do assistido, e isso vai fornecer forças para a família continuar na sua batalha diária.Acredito que a formação do profissional de adestramento deve ser cada vez mais embasada na ciência e lógico não deixando o conteúdo prático de lado pois e sim muito importante.Demonstrações públicas ensinam a nossas crianças e jovens a respeitar os animais,portanto acredito sim que esse profissional seja um educador na sua área podendo influenciar no comportamento de outros.Alguns trabalhos desenvolvidos por treinadores de cães:
treinamento de obediência,cães de segurança, cães de show,cães para comerciais, cães que ajudam no combate ao narcotráfico, cães anti-bomba, cães anti sequestro, cães farejadores de pessoas perdidas, cães farejadores de animais em extinção ,cães para terapias assistidas dentre outras muitas funções que o binômio homem (adestrador) e o cão (ser especial) podem desenvolver.
Por Carlos leite

3 comentários:

Nobre Adestrador disse...

LEITE fiquei orgulhoso em ler esta materia que voce escreveu. excelente

Carlos disse...

Obrigado meu amigo !!!

Cristian disse...

Olá, eu tenho 3 cães e são muito juegutones e às vezes eu não posso controlá-los. melhor coisa que eu fiz foi contratar uma pessoa fazer Adestramento de Cães. agora eles se comportam muito bem!

Competições

Competições
Troféus e medalhas da Cão Social

Como vivem os cães na Suíça

por Patricia Uellendahl (Zurich)

Os cães aqui na Suíça têm uma vida bem diferente dos cães no Brasil. Aqui não existe vira-lata passeando pelas ruas. Todos os proprietários de cães devem registrá-los (acima de 6 meses de idade) e pagar uma taxa de Sfr. 100 (francos suíços) por ano (mais ou menos R$ 140,00). Essa taxa é chamada de "Hundesteuer", "Imposto de cão".

Todos os cães recebem um número de registro gravado em uma medalha. Isso ajuda a localizá-los no caso de perda. O registro dos cães é feito na polícia local que localiza o dono do animal perdido através do cadastro. Periodicamente, a polícia oferece aos proprietários de cães, cursos como cuidados, treinamento, etc..

Na Alemanha, há um programa na tevê, duas vezes por mês, que mostra todos os cães recolhidos nas ruas, para quem quiser adotá-los.

O preço para a compra de um cãozinho varia de Sfr 100 a Sfr 2000. O custo mensal para a manutenção de um cão médio aqui na Suíça é cerca de Sfr 30.00 a Sfr 40.00. A vacinação é obrigatória e custa entre Sfr 20.00 e Sfr 30.00. Uma visita ao veterinário pode custar Sfr 60.00 por consulta.

Conseguir um apartamento que permita cães não é nada fácil, pois a maioria dos proprietários não aceita animais de estimação em suas residências. Normalmente, os contratos de aluguel mencionam se os cães são permitidos ou não. Durante viagens, há vários lugares onde você pode deixar seu animalzinho de estimação. Aqui há vários pet-hotels e a diária custa em torno de Sfr 20,00 e Sfr 30.00 (sem alimentação). Eu, particularmente, conheço um casal que deixa seu cão nos Alpes. Nesse hotel onde a cadela passa as "férias", há um pequeno rio e no inverno ela brinca na neve.

Aqui na Suíça, cães são permitidos em praticamente todos os lugares: aeroportos, restaurantes, bares, trens, ônibus. Nos trens, ônibus e bondes há bilhetes para cães, que pagam meia tarifa. Há até um cartão de descontos para cães (igual ao cartão de descontos para as pessoas) chamado Hundeabonament. Esse cartão permite que o cão pague meia tarifa em todos os meios de transporte.

Os cães aqui são tratados como animais e não como seres humanos. Eles não usam de maneira alguma roupinhas, sapatinhos, chapeuzinhos, lacinhos. Mesmo em dias de chuva forte, neve ou temperaturas abaixo de zero os donos não colocam roupas em seus cães. Quando mencionei que colocava roupa no meu cão no Brasil, as pessoas acharam um absurdo!


As raças mais comuns na Suíça são os Sennenhund, cães típicos do cantão de Berna e Apenzeler. Sennenhund significa em inglês: dog of the alpine pastures (ou cão dos pastos alpinos).

Os São Bernados não são tão comuns como pensamos. Apesar de serem o símbolo dos Alpes Suíços, poucas pessoas possuem esse cão, pois eles são caros e necessitam de espaço. Outras raças bastante comuns são: Labrador, Golden Retriever e o West Highland White Terrier.

O mais interessante por aqui é que em todos os parques e áreas verdes existem "lixos" chamado Robidog. São caixas metálicas como lixos, com sacos plásticos para que os proprietários apanhem a caca de seus cães.

Uma outra curiosidade: aqui em Zurich há vários bebedouros em diferentes formas e a maioria deles tem uma parte baixa para os cães.
Vida de cão...
www.vidadecao.com.br

Restaurante para cães

Os apresentadores da Band, Patrícia Maldonado e Gilberto Barros, apaixonados por seus bichinhos de estimação, foram conhecer um restaurante que é, literalmente, "bom pra cachorro".

Localizado em São Paulo, o Passaparola é uma mistura de bar e pizzaria. Mas, o restaurante tem um grande diferencial: nesse local, os visitantes caninos não só têm entrada livre, como também um cardápio especial para o refinado paladar, com versões italianas de rações especiais.

Em um encontro descontraído, Patrícia e Gilberto conheceram essa novidade e aproveitaram a oportunidade para colocar o assunto em dia. Acompanhados de seus melhores amigos, a yorkshire Laika e a buldogue Bora, os dois falaram sobre a carreira, hobbys, emoções, sonhos e amigos. O encontro ainda rendeu uma pontinha de Patrícia no quadro "Contra o Relógio", do programa A Grande Chance, com Gilberto Barros.

A matéria vai ao ar nesta terça (23/10), no programa Atualíssima.

Kaila e Heros

Kaila e Heros
Olá ,nós somos a Kaila e o Heros

Kisi

Kisi
Oi meu nome é Kisi sou sobrinha da minha tia Claudia

Dunga

Dunga
O caçula da escola !

Iane

Iane

Troglo

Troglo

amigos inseparáveis

amigos inseparáveis
Fly e Soter curtindo um final de tarde na praia

vigilante rodoviário

vigilante rodoviário
Para os que são da época, e também para os que não são vale a pena matar a saudade, do nosso lendário amigo da série Vigilante Rodoviário e seu fiel amigo e parceiro " lobo". A sua participação na caominhada 2007 da tv tribuna foi um sucesso, trajado a carater e com a sua viatura que ainda mantêm todas as caracteristicas da época da série.Muito legal mesmo e como voltar no tempo.

Visita do vigilante rodoviário em Santos

Iane

Iane

Caominhada 2008

Mais uma vez a caominhada foi um sucesso milhares de pessoas e seus amigos de 4 patas deixaram suas casas em uma manhã de domingo para fazer novas amigos e praticar a posse responsável. Parabêns a todos os participantes e organizadores,ah não esqueçam que em 27 de julho a cidade de São Vicente também estara realizando a sua caominhada, a saída será às 10 horas na Praça Heróis de 32 e a chegada na Praça Tom Jobim não percam !!!

Caominhada 2008

Caominhada 2008